quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Prefeitura de São Francisco do Oeste negocia com COSERN pagamento de dívidas deixadas pela ex-prefeita Gildene Barreto

FONTE: BLOG POLÍTICA PAUFERRENSE


O município de São Francisco do Oeste ainda está padecendo em virtude de alguns atos negligentes cometidos pela ex-prefeita Gildene Barreto. Especificamente no que se refere ao pagamento de dívidas não honradas pela ex-gestora, por exemplo, noticiamos em janeiro deste ano que o atual prefeito Lusimar Porfírio teve que entrar na justiça para evitar que o fornecimento de energia elétrica fosse suspenso nas repartições públicas do município por culpa de sua antecessora (Relembre AQUI).

Pois bem, naquela ocasião, a Companhia Energética só não efetuou o corte de energia em virtude de uma decisão liminar do Juiz de Direito, Osvaldo Cândido de Lima Júnior, ter dado razão às alegações da atual gestão de que teria encontrado o poder público municipal com inúmeras dívidas, portanto, estando em grave crise financeira.

De lá para cá, a querela manteve-se no âmbito do Poder Judiciário. Todavia, após um acordo consensual entre as partes, A COSERN aceitou parcelar o débito do município (R$ 31.199,69), sendo que o primeiro depósito (no valor de R$ 3.119, 97) foi repassado à empresa já no último dia 30 de novembro, restando outras 18 parcelas mensais no valor de R$ 1.559,98.

Verdade seja dita, embora o acordo diplomático entre Prefeitura e COSERN represente uma conquista positiva da assessoria jurídica do Município, as consequências pelos atos irresponsáveis da gestão passada perdurarão por mais alguns meses onerando os cofres públicos, algo que poderia ter sido evitado caso a ex-prefeita Gildene tivesse cumprido com o dever até o último dia em que esteve sentada na cadeira de Chefe do Executivo oestense.

Como não foi possível, resta à nova gestão "tapar o rombo" em nome do princípio da continuidade administrativa.

Que coisa, hein?

Nenhum comentário:

Postar um comentário